segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

Provérbios de Natal

 v  Ande o frio por onde andar, no Natal cá vem parar.
 v  Assim como vires o tempo de Santa Luzia ao Natal, assim estará o ano mês a mês até final.
 v  Até ao Natal um saltinho de pardal.
 v  Do Natal à Sta. Luzia, cresce um palmo em cada dia.
 v  Dos Santos ao Natal, é Inverno natural.
 v  Galinhas de S. João, no Natal ovos dão.
 v  Mal vai Portugal se não há três cheias antes de Natal.
 v  Quem come carne na véspera de Natal, ou é burro ou animal.
 v  Quem quer bom ervilhal, semeia-o antes de Natal.
 v  Tanto clamamos pelo natal que ele enfim vem.
 v  Não há ano, afinal, que não tenha o seu natal.
 v  Dos Santos ao Natal, ou bom chover ou bom nevar. 
 v    É Natal, é Natal filhós com vinho não fazem mal.
 v  Quem varejar antes do Natal, deixa o azeite no olival.
 v  Pelo Natal, cada ovelha no seu curral.
 v  No Natal, só o peru é que passa mal.
 v  Pelo Natal, Lua cheia, casa cheia.
 v  No Natal, todo lobo vira cordeiro.
 v  Natal em casa, junto à brasa.

v  Natal de rico é bem sortido.

Sem comentários:

Enviar um comentário